domingo, 1 de julho de 2012

Idosas disputam "miss sobrevivente do holocausto" em IsraelPara críticos, evento transformou um genocídio em entretenimento.



Senhoras israelenses com idade entre 73 e 89 anos participaram nesta quinta-feira (28/06) de um concurso de beleza inusitado chamado "Miss Sobrevivente do Holocausto".
A proposta do concurso gerou polêmica uma vez que, para o mais conservadores, ele teria banalizado um tema trágico para o qual não cabem celebrações.
O jornal Yedioth Aharonoth chegou a publicar a carta de um leitor enfurecido, também sobrevivente do genocídio, que alegou que o evento é uma “tentativa de explorar o mais cruel derramamento de sangue na História visando ao entretenimento”.




Uma das finalistas foi Esty Lieber, de 74 anos, que nasceu na Polônia em 1937 e perdeu seu pai quando tinha apenas cinco anos. A candidata subiu ao palco e contou sua história para o público e para as demais concorrentes. A vencedora, contudo, foi Hava Hershkowitz, de 78 anos, nascida na Romênia.
O promotor do concurso de beleza, Shimon Sabag, rejeitou todas as críticas e argumentou que o evento é muito importante para manter viva a ”lembrança da história” e, ao mesmo tempo, “fazer com que os sobreviventes pensem no presente”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por ter deixado um recado...volte novamente para podermos trocar experiências e novidades...beijao!!!